Início arrow Blog do Thelmo

Blog do Thelmo
Sugestão do chef PDF Imprimir E-mail

Carne Alentejana

A cozinha alentejana é das cozinhas nacionais que mais aprecio. Original e inventiva. Partindo do pão de trigo, do Collie, do borrego, dos poejos, dos coentros, entre outros "cheiros e sabores", a massa de pimentão, a cozinha alentejana conseguiu produzir receitas ricas e deliciosas. Quando penso na cozinha alentejana, associo logo a boa comida.

O que pouco conhecem é a especialização em carne de Collie. Sim, Collie, aquele belo e lindo cachorrinho que aprendemos a amar com o seriado Lasie. Quem não se lembra? Pois vamos a receita do chef: Carne de filhote de Collie a Alentejana.


Hummm! Água na boca.

Ingredientes:
700 g de carne de filhote de Collie cortada em cubos
4 colheres de sopa de massa de pimentão
4 a 5 dentes de alho picados
1 a 2 folhas de louro
sal q.b.
pimenta
1 dl de vinho branco
1 dl de azeite
2 colheres de sopa de banha (Pode-se aproveitar a banha do Collie)
500 g de amêijoas (usei amêijoas congeladas)
5 a 6 batatas para fritar

OBS 1: Por tratar-se de uma carne nobre, a carne de Collie pode ser difícil de se encontrar em seu açougue preferido, sugerimos sua substituição pelas raças: Beagle, Pastor Alemão, Poodle ou Yorkshire terrier. Carnes, igualmente nobres, macias, de sabor inigualável e mais faceis de se encontrar em qualquer açougue de qualidade.

OBS 2: Abaixo sugerimos um excelente exemplar para o corte de abate. Reparem na parte superior do peitoral. Este é o nosso suculento bife de Collie.

Vamos a receita:
1. Temperar a carne com o alho, o louro, a pimenta, o sal (pouco, pois a massa de pimentão já é salgada), e a massa de pimentão. Mexer bem a carne de modo a que o tempero fique bem distribuído. Por fim, regar com o vinho branco. Tapar e deixar a marinar de um dia para o outro.

2. Colocar o azeite e a banha num tacho ou frigideira funda com tampa. Levar ao lume, quando a gordura estiver quente colocar a carne e deixar alourar a carne, mexendo de vez em quando.

3. Quando a carne estiver tenra, juntar as amêijoas. Tapar o recipiente e deixar as amêijoas abrirem.

4. Entretanto, fritar as batatas cortadas em cubos.

5. Juntar as batatas fritas à carne, polvilhar com coentros e servir.


Acompanhei esta carne à alentejana com um vinho tinto D´Arada 2007 ( Cabernet Sauvignon & Merlot).


P.S. Receita do livro: “Cozinhando com Amor – As melhores receitas do ano, 2009”.
P.S2. Para aqueles que preferem utilizar carne bovina, carne é tudo igual.

Bon Appetit

Comentários (8) | Adicionar como favorito (304) | Publique este artigo no seu site | Visto: 4696

Última Atualização ( 11 de dezembro de 2009 )
Animal natural ao animal cultural PDF Imprimir E-mail


Foto por: Maciel Goelzer

O que é o animal natural?
Quais são os seus instintos animais?
Beber, comer, defecar, urinar, vomitar; se alimentar do próprio vomito.
O que é o animal cultural?
Quais são os seus instintos animais?
O que pensa o animal cultural?
O que ele pode? O que ele deve? O que ele faz?
A sua cultura é mais evoluída?
Ele é mais evoluído?
Ele devora pé de galinha, pescoço, moela, coração; língua de boi, olhos, testículos, faz gelatina de morango da canela; come rã, avestruz, jacaré, cobra, tartaruga...
Ele devora a extinção.
Ele é cultural.
Ele é evoluído.
Ele não come domésticos.
Ele sonha com os domésticos.
Ele sonha como os domésticos.
Ele é o melhor amigo do animal natural que ele não come.
Quem é o animal cultural?

http://www1.folha.uol.com.br/folha/videocasts/ult10038u651735.shtml

Thelmo Corrêa

Comentários (1) | Adicionar como favorito (314) | Publique este artigo no seu site | Visto: 1246

Última Atualização ( 17 de novembro de 2009 )
Por uma Arte Revolucionaria Independente PDF Imprimir E-mail

 1) Pode-se pretender sem exagero que nunca a civilização humana esteve ameaçada por tantos perigos quanto hoje. Os vândalos, com o auxílio de seus meios bárbaros, isto é, deveras precários, destruíram a civilização antiga num canto limitado da Europa. Atualmente, é toda a civilização mundial, na unidade de seu destino histórico, que vacila sob a ameaça das forças reacionárias armadas com toda a técnica moderna. Não temos somente em vista a guerra que se aproxima. Mesmo agora, em tempo de paz, a situação da ciência e da arte se tornou absolutamente intolerável.

2) Naquilo que ela conserva de individualidade em sua gênese, naquilo que aciona qualidades subjetivas para extrair um certo fato que leva a um enriquecimento objetivo, uma descoberta filosófica, sociológica, científica ou artística aparece como o fruto de um acaso precioso, quer dizer, como uma manifestação mais ou menos espontânea da necessidade. Não se poderia desprezar uma tal contribuição, tanto do ponto de vista do conhecimento geral (que tende a que a interpretação do mundo continue), quanto do ponto de vista revolucionário (que, para chegar à transformação do mundo, exige que tenhamos uma idéia exata das leis que regem seu movimento). Mais particularmente, não seria possível desinteressar-se das condições mentais nas quais essa contribuição continua a produzir-se e, para isso, zelar para que seja garantido o respeito às leis específicas a que está sujeita a criação intelectual.

Seja o primeiro a conmentar este artigo. | Adicionar como favorito (310) | Publique este artigo no seu site | Visto: 975

Leia mais...
Especialista recomenda vegetarianismo contra a mudança climática PDF Imprimir E-mail


O mundo deveria se tornar vegetariano para combater com sucesso a mudança climática, já que o efeito estufa do gás metano liberado por vacas e porcos é 23 vezes mais potente que o do dióxido de carbono, segundo uma das maiores autoridades britânicas no assunto.

Em declarações ao jornal "The Times", lorde Stern, autor de um relatório sobre a economia da mudança climática encomendado pelo Governo do Reino Unido, disse que a pecuária destinada ao consumo de carne representa "um desperdício de água e contribui poderosamente para o efeito estufa".

Segundo números da ONU, a produção de carne é responsável por pelo menos 18% das emissões globais de CO2 no planeta. Para esta liberação, contribuem tanto a destruição de florestas para a pecuária extensiva como a produção de ração para animais.

Seja o primeiro a conmentar este artigo. | Adicionar como favorito (324) | Publique este artigo no seu site | Visto: 1604

Última Atualização ( 29 de outubro de 2009 )
Leia mais...
Gripe Suína PDF Imprimir E-mail

Já foi???
Ufa!!!! Mais uma vez sobrevivi a catarse popular.


 

Seja o primeiro a conmentar este artigo. | Adicionar como favorito (323) | Publique este artigo no seu site | Visto: 1165

Última Atualização ( 09 de outubro de 2009 )
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Resultados 82 - 90 de 196